Experiência ao cozinhar o jantar

Ando sempre em constante busca de uma vida mais amiga do ambiente… cansa um pouco pensar tanto, mas sabe bem ir melhorando a minha “performance verde”.

Não gosto de cozinhar, mas também não pode ser sempre o meu “mais que tudo”. Como tal, hoje fui eu que fiz o jantar.

Fiz um refogado de legumes, nada de especial. Contudo, sou um bocadinho lenta a cortar os legumes e, enquanto corto uns, os outros já se estão a queimar! Os grandes cozinheiros cortam tudo antes de começarem realmente a cozinhar, mas eu acho isso muito chato, além de que geralmente implica sujar mais loiça, para colocar as coisas que acabam por já não caber na tábua de corte.

Há ainda a questão de existirem legumes que cozem mais rápido que outros e os timmings de colocação dos mesmos, na frigideira, sejam diferentes, mas não demasiado, ao ponto de não me dar tempo para cortar os que vão faltando!

Estava eu a stressar com a cebola que já começava a queimar (e não dava para baixar mais o lume), quando me lembrei de usar aquele tal truque de apagar o lume uns minutos antes do comer estar pronto! Ping!

O meu fogão é a gás e isso faz com que não haja uma resistência a ter de voltar a aquecer, facilmente o fogão liga e desliga e os bicos do mesmo continuam quentes por algum tempo. O tempo suficiente para a cebola cozer/fritar mais um bocadinho e eu acabar de cortar a cenoura!

Entre algumas levas de legumes fiz o mesmo! E acho que resultou muito bem, porque eu gostei do resultado (coisa rara) e fui ainda elogiada pelo jantar – ao que parece estou a melhorar os meus dotes culinários!

Como acender e apagar o fogão não faz gastar mais gás (e o refogado não precisa de uma temperatura constante, acho eu lol), penso que consegui poupar energia e vou tentar usar esta técnica mais vezes. Concordam comigo? É que posso estar a pensar mal a lógica do método… O que acham?

dsc_6273

(fonte da imagem)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Wise up com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a Experiência ao cozinhar o jantar

  1. Judith diz:

    olá!
    yo corto todo antes de ponerlo al fuego (mi cocina es de fuego) pero pongo los trocitos de verduras en el mismo plato o en la tabla donde lo corto. además, como la verdura no tiene aceite ni sal, es solo la verdura troceada, después simplemente le paso un poco de agua al plato 🙂
    mientras se cocina, tapo la olla (o sartén) para que se cocine con el mismo calor.
    solo cuando uso el horno, lo apago unos minutos antes para que se acabe de cocinar con el calor. otro truco que aprendí de mi cuñado es con la pasta: cuando el agua hierve echo la pasta pero luego ya se puede apagar porque con el calor se cuece 😀 (depende del tiempo de coción se apaga antes o más tarde)

    • justwiseup diz:

      Boas dicas, obrigada!!!! 🙂

      Tens razão, as verduras não têm nem gordura, nem nada, não é preciso depois detergente…

      Ainda para a massa/pasta, para a água ferver mais depressa, só devemos colocar o sal quando a água já está a ferver, porque o sal aumenta o ponto de ebulição… (ou sea, el sal retrasa la hiervura… se comprende? 😉 )

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s